Início do Conteúdo

março 21

VIRTUAL SIGN VAI REVOLUCIONAR A INCLUSÃO DIGITAL DE PESSOAS SURDAS

Postado em: Acessibilidade, Novidades, Tecnologias

Imprimir

nvestigadores do Instituto Superior de Engenharia do Porto desenvolvem projeto inovador na área da inclusão inteligente. O projeto do grupo de investigação Graphics, Interaction and Learning Technologies (GILT) pretende apoiar a comunicação com surdos e deficientes auditivos.

“Criar condições para uma maior inclusão social para surdos”. Foi este o desafio que uma equipa de investigadores do ISEP se propôs a resolver através do projeto Virtual Sign. Este projeto coordenado pela equipa do ISEP desenvolveu um modelo para facilitar o acesso de surdos a conteúdos digitais, em particular os conteúdos educativos.

Trata-se de um tradutor em tempo real e bidirecional, que aproveita mais-valias da engenharia para cruzar potencialidades da inovação tenológica com a escrita e a Língua Gestual Portuguesa. Para os investigadores do GILT, esta proposta pode «revolucionar a comunicação com pessoas surdas em escolas, museus e outros locais, colocando a tecnologia ao serviço da comunidade».

O Virtual Sign recorre a uma luva com sensores e à tecnologia Kinect, mas incorpora também um jogo didático para ensinar linguagem gestual. Três anos depois da sua aprovação, o Virtual Sign está agora em fase de implementação.

«A quantidade de conteúdos digitais educativos especificamente produzidos para a comunidade surda é muito escassa, para não dizer nula. No nosso dia-a-dia, nas aulas, deparamo-nos, muitas vezes, com estudantes que têm essas dificuldades e não temos ferramentas para lhes dar o devido apoio. O Virtual Sign facilita o acesso desta comunidade a qualquer recurso digital criando as condições para uma resposta mais eficaz», adianta Paula Escudeiro, a mentora do projeto.

Coordenado pelo ISEP, o Virtual Sign foi apoiado em 100 mil euros pela Fundação Ciência e Tecnologia (FCT) e integrou investigadores do ISEP, Universidade do Porto, Universidade Aberta e uma especialista em linguagem gestual.

A Língua Gestual Portuguesa tem tido um crescimento notável, estimando-se que a comunidade de surdos e deficientes auditivos represente hoje perto de 150.000 pessoas em Portugal.

Fonte: http://www.isep.ipp.pt/new/viewnew/4146

Comentários não disponíveis!

 

Desenvolvido pelo Projeto de Acessibilidade Virtual | IFRS